Saiba como criar um aplicativo corporativo de sucesso

Segundo um estudo global denominado Tech Trends 2018 produzido pela Deloitte, a interação do usuário com smartphones deve chegar ao ápice em 2023. Dispositivos móveis poderão acumular funções que vão além do processo de comunicação: chave, cartão de ponto, instrumento de compras e acesso a terminais bancários, por exemplo, o que indica um aumento ainda mais considerável na dependência por esse tipo de tecnologia.

Nesse contexto, empresas vêm tentando se adaptar para proporcionar a melhor experiência aos consumidores, assim como melhorar os resultados do seu empreendimento.

Neste texto vamos explicar como criar um aplicativo que promova essa adaptação aos adventos impulsionados pela tecnologia e as vantagens adquiridas por essa implementação. Confira!

Por que as empresas devem oferecer um aplicativo para seus colaboradores e clientes?

  • Facilidade para que os usuários possam manipular as funcionalidades de aplicações num mesmo ambiente;

  • maior interação com stakeholders;

  • possibilidade de atualização em tempo real por meio de notificações programáveis;

  • navegabilidade em modo offline, que possibilita o carregamento de recursos sem a necessidade de acesso à Internet;

  • maior controle por meio de relatórios;

  • dados disponibilizados sobre os acessos que podem ser utilizados para definir um planejamento contínuo de gestão;

  • mobilidade de trabalho e acesso de qualquer lugar a qualquer horário;

  • mais abrangência no atendimento de demandas internas e externas;

  • favorece a implementação de estratégias como BYOD (Bring Your Own Device) que reduz custos de investimentos em TI, EAD (Ensino à Distância) que aumenta a produtividade por meio da capacitação de equipes ou marketing para alcance de mercados e aumento de vendas.

Quais os passos para criar um aplicativo corporativo de sucesso?

  1. Defina se ele será um aplicativo nativo, desenvolvido para plataformas específicas, web app (páginas responsivas para acesso em dispositivos móveis) ou híbrido, executado em diferentes plataformas: Para Android use linguagem Java, para iOS a Swif/Objective C e Windows Phone a C#;

  2. estabeleça qual o comportamento do aplicativo na presença ou ausência da internet (modo online e offline);

  3. estude questões relacionadas à usabilidade (facilidade de uso, interface amigável)

  4. defina o mercado onde será implementado e o público a que se deseja atingir;

  5. crie um design da interface por meio do wireframe, definição de telas, layout e fluxo da navegação — utilize no máximo 3 cliques para cada interação para facilitar o acesso;

  6. defina a estrutura de dados (tabelas, diagramas, fluxos e arquivos binários — imagens e vídeos) e se a estrutura poderá ser armazenada na nuvem;

  7. realize uma simulação de aplicativo;

  8. defina quais serão as formas de integração do aplicativo com as ferramentas escolhidas;

  9. crie formulários de captura para nutrição de base de dados

  10. procure saber sobre a política de publicação em lojas de aplicativos.

Quais os pré-requisitos de um app eficiente?

Um aplicativo corporativo deve ser focado, antes de tudo, no core business da empresa e ser dotado de atributos que favoreçam o seu uso: ser ágil, dinâmico e de interface simples. Além disso, deve:

Oferecer segurança

O ransomware, que ataca toda a corporação por meio da criptografia para recebimento de resgate e não só indivíduos ou máquinas, é uma ameaça que deve ser combatida na gestão de risco e cujo spam, abertos constantemente em smartphones, é o principal agente de infecção.

Dessa forma, aplicativos corporativos devem ser seguros contra ataques e vulnerabilidades. Para isso, é importante que os desenvolvedores revejam códigos, desenvolva patches e soluções de bloqueio e busquem brechas que possam colocar em risco os dados da empresa e dos seus clientes.

Ter design atrativo

Não deve ser apelativo, mas possuir cores atrativas, design moderno, fácil entendimento e compatível com o perfil do negócio e a estratégia a qual se deseja assumir. O ideal é fugir do lugar-comum e inovar com características simples e funcionais.

Ser fácil de usar

A experiência do usuário (UX) é o que deve guiar a escolha das funcionalidades. Apesar disso, o aplicativo deve ser sucinto, suprir demandas específicas dos clientes e ter como resultado o atendimento de uma expectativa criada quando o consumidor acessou a loja e visualizou a interface do app pela primeira vez.

Essa facilidade também deve ser evidenciada com o acesso em poucos cliques, sem que haja a necessidade do usuário buscar instruções detalhadas no site da loja em que foi feito o download, por exemplo.

Possibilitar atualizações periódicas

Deve ser compatível a testes que verifiquem suas funções, acessível a suporte remoto e atualizado sempre que houver necessidade por meio de novas versões na loja de aplicativos e com a emissão automática de informativos aos usuários sobre essa disponibilidade.

Favorecer integrações

Precisa ter compatibilidade a integrações com ferramentas para análise de banco de dados e de acesso, outros aplicativos para tratamento de imagens, pagamentos, geolocalização, SQL, arquivos como .CSV, Tab, XML, ODBC, Excel, PDF e instrumentos de criação de relatórios e gráficos para controle gerencial.

Como escolher uma empresa de desenvolvimento de aplicativos ideal?

Pode parecer complicado o modo como um aplicativo corporativo é criado, mas, ao contratar uma empresa especializada, com uma equipe de trabalho qualificada e experiente nessa função, o resultado terá muito sucesso.

Busque no mercado preços competitivos desse serviço, estabeleça um prazo mínimo para que a empresa escolhida possa desenvolver o aplicativo, teste-o e confira se está apto a ser lançado no mercado.

Algumas considerações também precisam ser tomadas:

  • verifique se a empresa permite o compartilhamento do código fonte e com isso, conceda todo o direito pela criação do produto;

  • estabeleça um ciclo para o desenvolvimento do app, para que ele seja completo e ofereça utilidades para todas as suas expectativas;

  • acesse sites de busca, confira serviços anteriores, reclamações e se a empresa se compromete com a qualidade e a satisfação dos seus clientes;

  • veja quais serão os pré-requisitos para suporte e atualizações aos clientes e como será executado o teste de software.

Dessa forma, o modo como o aplicativo será criado vai determinar a sua qualidade e o sucesso que ele terá no mercado com os clientes ou a sua eficiência para aumentar a produtividade entre equipes numa organização.

Agora que você já sabe como criar um aplicativo e como escolher uma empresa comprometida com a qualidade que você e seus clientes merecem, que tal verificar o que é preciso para começar?

3 comentários em “Saiba como criar um aplicativo corporativo de sucesso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *